Livros – Não-Lugares

Lançado pelo antropólogo Marc Augé em 1992, este livro nos leva a uma série de reflexões sobre a vida no mundo contemporâneo, as relações de pertencimento, transitoriedade e vivência do espaço.

O autor mostra em sua análise que em oposição ao lar, o espaço privado e seguro, onde o indivíduo encontra o acolhimento, os espaços públicos de rápida circulação, como aeroportos, supermercados e estações de trem reforçam o fortalecimento das relações impessoais da modernidade.

Sob o ponto de vista do espaço urbano e de arquitetura, as reflexões são imediatas. Extendendo a questão examinada pelo livro, é interessante perceber que o conceito de não-lugar foi cunhado antes da popularização da internet e das mídias sociais, estas últimas, que, se bem verdade, buscam permitir a externalização de nossas individualidades, cada vez mais se mostram como meios de, paradoxalmente, apenas exprimir um novo tipo de impessoalidade. Independente de qual ponto de vista se deseja analisar o conceito, o livro é fantástico.

não-lugares

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: