Precisamos falar sobre Patrimônio

Ao contrário do que muitos pensam, o Tombamento de Brasília não se refere aos edifícios, mas sim ao seu conjunto urbanístico definido por Lucio Costa em suas escalas: Monumental, Residencial, Gregária e Bucólica. Apenas as construções situadas no Eixo Monumental, incluindo a rodoviária e os Palácios, bem como demais prédios de Niemeyer, são tombados.  Existe também um decreto do IPHAN que assegura a preservação da unidade vizinhança modelo formada pelas superquadras 107, 108, 307 e 308 da Asa Sul, muito embora diversas alterações possam ser observadas. Na prática ocorre que, em se respeitando as características de gabarito e legislação vigente, todas as demais edificações no Plano Piloto podem ser alteradas. E qual o problema?

Acontece que como ocorre nas principais cidades europeias muito da memória da cidade se encontra nos núcleos históricos, por vezes de traçado medieval. O valor afetivo destas cidades, como Barcelona, Paris e Veneza, para citar algumas, nem tanto reside em seu Palácios mas muito em sua vielas e antigas construções, edificações que muitas vezes em conjunto verdadeiramente se mostram até hoje como fachadas de suas ruas. Em Brasília, não temos núcleos históricos centenários, até mesmo nossas ruas são bem peculiares, mas temos sim muita história e um elo afetivo que aos poucos se perde. O nosso vernáculo é nossa arquitetura moderna e existe muita arquitetura de valor feita por arquitetos que para muitos são e permanecerão anônimos e que aos poucos tem sido perdida.

IMG_4645

Bloca A, SQS 202 – fachada original – Arquiteto Eduardo Negri foto: Eduardo Sousa e Silva

IMG_5409

Bloca A, SQS 202 – Nova fachada foto: Eduardo Sousa e Silva

 

Não defendo que se impeça toda e qualquer alteração a edifícios antigos da cidade, não acho que compete ao IPHAN mais atribuições, mas nos faz falta um CONDEPHAAT (Conselho de Defesa do Patrimônio  Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico) nos moldes de São Paulo, muitos edifícios talvez não possuam os atributos que os classifiquem como Patrimônios Nacionais mas definitivamente o são enquanto Patrimônios da Cidade. Há um tempo atrás conversava com um colega sobre o valor das construções antigas e ele me disse: “aposto que em Paris todos querem morar em novos edifícios longe do centro”. Surpreso com a afirmação só então percebi que o que me parecia óbvio, não o era para a maioria das pessoas, lhe respondi ser exatamente o oposto, todos querem morar nos edifícios históricos, muitas vezes edifícios que sequer possuem elevadores e em apartamentos que custam fortunas. Aos poucos o Brasiliense tem dado valor, principalmente aos privilégios de se morar perto de tudo, mas de forma geral ainda não dá valor para a relevância cultural dos edifícios em que vive. Brasília é muito mais do que seu Palácios. Se não fizermos nada, ficaremos a mercê de síndicos e moradores sensatos, tão raros, até que a sorte acabe e não nos reste sequer um edifício para darmos o devido valor.

ps.: Embora tenha me focado nos edifícios residenciais a preocupação também se estende a outros edifícios, educacionais, comerciais e institucionais dignos de nota, como por exemplo os diversos edifícios de Lelé, a sede do DNIT (1976) de Rodrigo Lefevre, e o Edifício Sede do Banco do Brasil (1960), vulgo Sede 1, de Ary Garcia Rosa, este último acaba de ser desocupado e aguarda interessados, resta apenas a agência no térreo ocupando o belo salão.  Tomara que os novos inquilinos corporativos demonstrem o mínimo de apreço por sua arquitetura.

 

Eduardo Sousa e Silva

Sede 1

Ao centro sede do Banco do Brasil, Edifício Sede 1 (1960) – Arquiteto Ary Garcia Rosa foto: google earth

Rodrigo Lefevre - DNIT

Sede do DNIT (1976) – Arquiteto Rodrigo Lefevre. Foto: Leonardo Finotti para revista Wallpaper

 

Anúncios

  1. Eduardo, estou chocado com o que fizeram com esse bloco A da 202 Sul 😦

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: